Avaliação de Catarata

Catarata é uma turvação que se desenvolve no cristalino, a lente transparente que temos dentro do olho. Não é uma doença, nem uma película, nem um tumor, é simplesmente uma mudança que acontece em uma parte do olho. Consiste na opacidade parcial ou total do cristalino ou de sua cápsula.

Cataratas podem se desenvolver em qualquer período da vida, mas ocorrem com mais frequência em pessoas acima de 60 anos. Na maioria das vezes a catarata se desenvolve como parte normal do processo de envelhecimento que ocorre no cristalino e assim é chamada de catarata senil. Catarata não é transmitida de um olho para o outro, mas geralmente desenvolve-se em ambos os olhos ao mesmo tempo. Algumas cataratas ficam maduras lentamente enquanto outras de desenvolvem em alguns meses.

Algumas vezes um trauma no olho pode causar catarata. Alguns olhos que sofreram pressão forte (como um soco) ou trauma perfurante podem desenvolver catarata. Há uma reação do cristalino ao trauma ocorrido. Além do trauma, outros fatores podem causar catarata mais precocemente. O uso de algumas medicações, principalmente os corticoides, algumas doenças oculares (por exemplo, uveítes) e algumas doenças como o diabetes. Alguns bebês também podem nascer com catarata congênita.

A formação da catarata apresenta sintomas diversos como:

  • Imagens embaçadas e distorcidas
  • Perda gradual das cores
  • Necessidade de mais luz para enxergar
  • Percepção de pontos negros ou sombras ao enxergar
  • Visão dupla mesmo quando um olho é fechado
  • Melhora da visão para perto sem os óculos
  • Anéis coloridos em volta de objetos brilhantes

Os sintomas variam entre as pessoas. A maioria das pessoas que desenvolvem catarata apresentam alguns desses sintomas, mas não necessariamente esses sintomas são de catarata e podem ter diferentes causas. Se você está apresentando algum desses sintomas, deve ser submetido a um exame oftalmológico completo.O tratamento da catarata é cirúrgico e nenhum colírio têm eficácia comprovada para prevenção ou tratamento. A hora certa para a realização da cirurgia é decidida pelo paciente e pelo seu oftalmologista.

Outras questões atuais são os vários tipos de lente intraoculares que substituirão o antigo cristalino opacificado (catarata). Essa escolha deve ser avaliada no pré-operatório da cirurgia de catarata e decidida após esclarecimentos, qual a melhor opção para cada caso.